Os 4 primeiros passos para investir em renda fixa

Como são cobrados os juros do cheque especial
31 de março de 2017
O rotativo do cartão de crédito mudou. E agora?
4 de maio de 2017

Os 4 primeiros passos para investir em renda fixa

Economizar uma parte de seu salário não é nada fácil. Conseguir fazer das economias uma reserva financeira de segurança, então, nem se fala. Existem algumas maneiras de multiplicar os rendimentos guardados, como, por exemplo, aplicá-los em renda fixa.
Renda fixa é o nome dado para o investimentos cuja remuneração pode ser definida na época da aplicação ou no momento do resgate. O seu funcionamento se dá a partir da compra títulos de uma empresa ou do governo. Ao fazê-lo, você estará emprestando seu dinheiro para essa instituição e, como resultado, receberá os juros devidos.

1. Entenda como o investimento funciona

Um dos primeiros passos para investir seu dinheiro com sucesso, independente do tipo de investimento que se deseja, é entender o seu funcionamento.
Os títulos de renda fixa são divididos em pré-fixados e pós-fixados. Os títulos pré-fixados são aqueles onde a remuneração é pré-determinada. No momento da compra do título você já saberá o quanto receberá dentro do período em que o dinheiro permanecer investido. Já nos títulos pós-fixados, o rendimento só poderá ser mensurado no final da aplicação.
Essa diferença ocorre devido ao fato de os títulos pós-fixados possuírem rendimentos calculados com base em uma taxa de referência (normalmente a Taxa Selic), que pode variar durante o período em que seu dinheiro ficará aplicado. Há também os títulos pós-fixados que são calculados pela inflação no período (índices IGP-M ou IPCA) somada a uma taxa de juros pré-definida.
Além da rentabilidade, também é bom saber os prazos do investimento (quanto tempo você deverá esperar até poder resgatá-lo) e os impostos incidentes (como o IR, em alguns casos).

2. Saiba quanto você tem em dinheiro

É preciso que você defina a quantidade de dinheiro que será investida. Por meio de uma planilha de gastos pessoais, é possível que você consiga se planejar para reter um percentual de seus ganhos para os investimentos.
Quanto mais dinheiro você investir, maiores serão as chances de uma alta lucratividade. Em contrapartida, uma maior quantidade de dinheiro ficará atrelada a aplicação, impedindo assim que você utilize-o para outras necessidades. Pense nisso antes de definir a quantia que você irá aplicar.

3. Conheça as opções de investimento

Outro passo importantíssimo para quem deseja investir é escolher uma das opções de investimento. Em termos de renda fixa, as mais populares são:
É importante conhecer as particularidades e características de cada tipo de investimento. LCI, LCA e poupança, por exemplo, são aplicações isentas de Imposto de Renda (IR), diferentemente do que ocorre com o CDB. A caderneta de poupança, por sua vez, tem rentabilidade mensal e baixa em comparação com outras aplicações.
Ademais, é bom diversificar os investimentos, ao invés de apostar todas as fichas numa única opção.

4. Escolha uma forma de investir

Existem três principais maneiras de se investir em renda fixa, e todas são de funcionamento extremamente simples.
  • Instituição financeira: você deve conversar com o profissional responsável, que lhe passará todas as informações e detalhes sobre os investimentos.
  • Caixa eletrônico: investimentos em renda fixa também podem ser feitos pelos terminais eletrônicos dos bancos. Entretanto, eles disponibilizam poucas informações sobre as aplicações. É melhor estar bem informado antes de partir para essa opção.
  • Pela internet: pode ser realizado por meio do Internet Banking (em que os problemas são bastante parecidos com o do caixa eletrônico) ou escolhendo empresas que forneçam as informações sobre os investimentos em seus sites. A dica que damos aqui é: busque por um coaching online para lhe ajudar a atingir seus objetivos.
Seguir os primeiros passos para investir em renda fixa não é, por si só, uma garantia de sucesso. É recomendável acompanhar a rentabilidade do dinheiro já investido e estar informado para decidir pelas melhores opções possíveis e, assim, obter bons rendimentos.

Fonte: guiadebolso.com

3 Comentários

  1. janete disse:

    Muito bom o seu artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os 4 primeiros passos para investir em renda fixa

Economizar uma parte de seu salário não é nada fácil. Conseguir fazer das economias uma reserva financeira de segurança, então, nem se fala. Existem algumas